TEM NA NETFLIX :: Okja

Okja e Mija
O longa "Okja" é uma produção especial da Netflix. Do diretor Joon-Ho Bong (“O Expresso do Amanhã” – 2013), o longa estreou em junho. No elenco estão Seo-Hyun Ahn, Tilda Swinton (“Precisamos Falar Sobre Kevin” – 2011), Lily Collins (“O Mínimo Para Viver” – 2017) e Jake Gyllenhaal (“O Segredo de Brokeback Mountain” – 2005).


A história acontece quando Lucy Mirando (Tilda), uma poderosa empresária, apresenta ao mundo uma nova descoberta de sua empresa, a linha de porcos chamada de “Super porco”. Ela distribui 26 desses animais pelo mundo e volta em dez anos para ver os resultados de sua criação em cada cultura, elegendo o melhor porco em um concurso. Dez anos após, Mija (Seo-Hyun) vive em uma fazenda muito distante na Coréia do Sul e sua melhor amiga é, sem dúvida, Okja, a super porco criada primeiramente por seu avô.

Todos pensam que a proposta inicial desse filme é fazer os cidadãos deixarem de comer carne animal, mas mais que isso, ele propõe uma história de amizade verdadeira, de um governo corrupto e de interesses de todos os lados.

Assistir Okja pode se tornar mais que um hobby e sim uma lição de vida. Você sendo vegano/vegetariano ou não, vale a pena conferir esse longa que já se tornou precocemente um clássico da sétima arte. Ele está ali para fazer as pessoas refletirem e verem até onde a crueldade humana vai; Até que ponto tudo é feito por dinheiro, por interesse e de coração. Caso você esteja tentando se convencer ou convencer alguém a parar de comer carne animal, esse filme é uma boa dica, porque até os mais ‘durões’ irão se abalar com algumas cenas.


Apesar de um começo parado e sem muita história, logo você se envolve querendo saber mais da vida de Mija e Okja. Elas são inseparáveis e após o governo tirar a super porco de perto da família, para participar do concurso, a ação começa. A menina foge de casa para salvar sua amiga, enfrentando um mundo gigantesco, cheio de índoles diferentes e brigas sem fim, além de enfrentar um novo país e uma nova língua, que ela se esforça para aprender. A luta de Mija é sem igual! É bonita e cheia de amor. É claramente perceptível que ela está ali apenas por amor ao seu animal de estimação.

Tentando ‘conquistar’ a criança Mija estão ninguém menos que o governo americano e de outro lado uma ONG que protege os animais. Qual lado irá vencer?

Durante o filme, tem algumas cenas fortíssimas e que deixam quem assiste perturbado e, talvez, chorando um pouco. (No meu caso, muito). Para quem já assistiu, é uma cena que envolve o ator Jake Gyllenhaal, que atua como um ex astro da TV, Dr. Johnny Wilcox. Depois de assistir, você saberá do que eu estou chorando... digo, falando!

Voltando ao filme, depois que a ação começa, há cenas frenéticas de Mija intercalando com as cenas de Lucy sendo louca mesmo sem perceber. Nesses momentos, percebemos a elegância e verdade na atuação de Tilda Swinton e o drama e desespero na Seo-Fyun Ahn, que apesar de tão notava, com certeza tem um grande futuro como atriz.

Lucy Mirando
Outro ponto magnífico deste longa é a fotografia de câmera. Com as cenas frenéticas citadas acima, esse quesito tem que ser muito bem pensado e por ser tão importante, eles conseguiram fazer com maestria, deixando as cenas bonitas e reais.

Até certo ponto fica o suspense: a história de Okja terminará bem... ou mal?

Talvez o filme toque tanto os corações, pois conta a clássica história da criança e seu animal de estimação, a diferença agora é que não é um cachorro ou gato que sofre, e sim um porco.

Para os mais sensíveis, fica o alerta: você vai chorar prantos.


Mesmo para os que não gostam de um bom drama, esse filme pegará você de jeito e quando menos esperar, estará em prantos também
Share on Google Plus

About Mariana Valverde

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário