O QUE ACHAMOS DE:: Homem-Aranha: De volta ao lar (Sem Spoilers)

Homem-Aranha: De volta o lar é o novo reboot do cabeça de teia, dessa vez, entregado ao universo MCU, o universo dos vingadores. estrelado por Tom Holland Pode ler tranquilo que essa resenha não tem spoilers!

O maior acerto do longa, de cara, é ser um filme novo! Homem-Aranha é um personagem já fixo no imaginário popular, em 15 anos teve cinco filmes diferentes e, ao longo da história, diversas animações. De volta ao lar não retorna a história de origem que a grande maioria já conhece, mas parte do ponto que Peter Parker já tem seus poderes. Uma das melhores participações em Guerra Civil, há detalhes que remetem a origem do personagem, mas que não param a trama para explicar algo que já foi narrado anteriormente. Ser inovador em uma época em que saem vários filmes de herói por ano, é o maior desafio, e o filme consegue superar.
Apostando em um elenco jovem, a dinâmica teen colegial é a parte mais divertida do filme, Tom Holland e Jacob Batalon funcionam muito bem e tem um tempo cômico excelente juntos, mas mesmo os que possuem menos tempo de tela, como Zendaya e Tony Revoluri, não ficam apagados. O elenco veterano também é bom, mas o espírito de filme do John Hughes adaptado para uma nova geração é capaz de criar nostalgia nos mais velhos e identificação nos mais novos.
Apesar de integrado a um universo muito maior, o longa consegue se manter contido em um história de bairro. Peter Parker tem problemas menores, mas isso não o torna menos herói que os outros. O vilão Abutre, vivido por Michael Keaton, não tem grandes planos de "conquistar o mundo com um grande feixe de luz no céu", mas é ameaçador, representa perigo e tem motivação para isso. Pode não ser tão icônico quanto o Dr Octopus de Alfred Molina (Homem-Aranha 2) por exemplo, mas está um passo a frente de grande parte dos vilões mal aproveitados do universo Marvel.
O CGI é bem aproveitado, o uniforme consegue ter um ar cartunesco e convivente ao mesmo tempo, como se os desenhos dos quadrinhos realmente criassem vida. A tecnologia do traje usada como desculpa para dar movimento e expressão aos olhos da máscara, recurso já usado na apresentação do personagem, é genial. Apesar das mudanças que todas as adaptações precisam, o espirito do amigão da vizinhança nunca foi representado tão bem representando antes e isso com certeza vai aquecer até ao coração do fã mais hardcore. Apesar de alguns recursos desnecessários, como uma narração em off que aparece em uma única cena quebrando um dos pontos altos de dramaticidade, o filme consegue ser otimista e divertido.

Concluindo: Homem-Aranha: De volta ao lar é o recomeço que Peter Parker merece nos cinemas.
Dica: O filme possui duas cenas pós-créditos!
Nota: 9,5/10


Share on Google Plus

About Bruna Cagnin Fernandez

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário