HOMEM ARANHA :: PO participa de coletiva com Tom Holland e Laura Harrier e conta tudo o que rolou

“Hi everyone”, parafraseando seu personagem, Tom Holland começou a coletiva de imprensa de forma descontraída. O evento aconteceu nesta terça-feira (2) em São Paulo. O ator que interpreta o Homem Aranha está no Brasil acompanhado de Laura Harrier que faz a personagem Liz Allen, para a divulgação do filme “Homem Aranha: De Volta ao Lar”.

A entrevista começou com o mediador do evento perguntando sobre como está a vinda dos atores para o Brasil, o que eles tem feito e ainda perguntou sobre a visita deles ao Beco do Batman, usando humor para citar o personagem da DC. Tom disse aos risos que já está verificando isso, “a partir de agora vai ser Beco do Homem Aranha”. Já Laura citou que a visita estava sendo muito boa, pois pôde conhecer a arte do povo local, e ter contato direto com os brasileiros. Ainda sobre conhecer pessoas comuns do nosso país, Tom ressaltou que os super heróis podem estar em qualquer lugar: “Todos podem ser heróis todos os dias. Seja um professor ou um bombeiro”, disse.

Sobre o filme que estreará em julho, Tom destacou a importância da linha do tempo, quando o jovem Peter descobre seus poderes e não sabe como lidar com eles. “Para mim é como uma versão ruim do Homem Aranha, porque ele não sabe usar os poderes. É difícil até ele perceber que precisa derrotar o Abutre com os poderes que tem”. E Laura então comentou sobre sua personagem: “Acho que a Liz é determinada e focada em seu futuro. Ela é inteligente. Você vê um desenvolvimento interessante na personagem”, disse.

Quando questionado sobre uma comparação entre ele, Tobey Maguire e Andrew Garfield, os antigos Homem Aranha, Tom relata que teve muita sorte de poder ter como base os filmes anteriores. “Pude me inspirar nos filmes anteriores. Creio que a principal diferença entre nós, é que sou muito mais jovem. (risos). Ele é um garoto que gosta de ser o Homem Aranha. E está curtindo a vida como um super herói até que a m*rda bate no ventilador e a coisa vira uma loucura”, comenta o ator, em tom de brincadeira.

Outra questão levantada durante a entrevista é da relação entre Peter Parker e Liz Allen. “Eu acho que a relação dos dois tem a ver com a idade. São garotos e estão começando um flerte que se desenvolve em outra coisa. Era uma relação engraçada e bizarra. Acho que isso torna diferente dos filmes anteriores”, comentou Laura. Já Tom vê o outro lado dessa relação: “Ele gosta da Liz, mas ela não sente isso no início. Não é uma relação”, diz.

Tom foi questionado sobre a importância de seu personagem com relação aos anteriores, que tinham filmes solos e neste tem um grande destaque, já que depois aparecerá em Os Vingadores – Guerra Civil. “Eu acho que a responsabilidade para mim está no personagem ser adorado e todo mundo se identifica. É uma coisa muito especial ser um menino e estar passando pelas coisas que ele está passando. Acho que foi o HQ que fez todos se identificarem com ele. Sobre os vilões da Marvel, neste filme temos Michael Keaton. Estamos muito bem em termos de vilão e provavelmente é o mais aterrorizante que a Marvel já teve”, garante o ator.

O ator não pretende ficar preso no personagem Peter Parker, já que ele estuda diariamente para treinar outros personagens e faz audições para consegui-los. “Meu objetivo é fazer desse filme tão amado quanto ele é nos quadrinhos. Mas eu adoro interpretar personagens diferentes. Quero ampliar meus horizontes e não ficar preso no Homem Aranha”, declarou.

Um dos desafios do ator nos sets foi o de mudar o sotaque, já que ele é britânico e Peter Parker é americano, mas Laura garante que o ator se saiu bem: “Como nova yorkina devo dizer que ela me soa como um nova yorkino e se tornou um no papel”. Já as dificuldades no geral, Tom disse que são muitas: “Teve um dia que fiquei 11 horas sem ir ao banheiro. Foi a parte mais difícil”, relatou.
Apesar dos desafios, Tom disse que supera tudo se lembrando de uma coisa: “Sempre que algo é difícil eu lembro que o personagem é adorado e preciso dar o meu melhor”.

A história mais engraçada que Tom contou na coletiva foi de como foram as audições e depois como ficou sabendo que conseguiu o personagem. Confira: “Não diria que foi maravilhoso. Lembro quando a Sony liberou que eles iam escolher o novo Homem Aranha. Liguei para o meu agente querendo fazer o teste. Fiz cinco vídeos caseiros. No primeiro eu dizia “Oi, eu sou o Tom Holland” e dei um salto mortal para trás. No outro eu disse “Oi, eu sou o Tom Holland” e dei um mortal para frente. No outro fiz uma ginástica acrobática. Após isso foram cinco audições e um teste filmado com Robert Downey Jr (Homem de Ferro) e outro com Chris Evans (Capitão América). Através do Instagram da Sony eu descobri que consegui o papel... Ninguém me avisou. E depois o chefão me ligou para dar a notícia e eu disse que ele estava me ligando tarde demais”, contou ele entre risos.

Entre as perguntas, uma conseguiu desconsertar o ator. Um dos jornalistas indagou o que Tom acharia se a Fox e Sony fizessem uma parceria e víssemos Homem Aranha e Deadpool lado a lado nos cinemas, não apenas lutando, mas como um casal. “Eu toparia. Se me oferecerem uma oportunidade seria muito engraçado. Não sei se formaríamos um casal, mas com certeza seríamos amigos”, declarou.

A Sony ainda não tem uma personagem feminina com super poderes e Laura declarou que adoraria ser a primeira: “Fiquei com muita inveja do Tom. Ele manda a ver e lida com os vilões. A Liz é uma mulher forte e seria uma coisa legal isso acontecer”.

Para finalizar, Tom disse que os trailers divulgados não mostram muito filme: “Tem muita coisa para acontecer”, garantiu.

“Homem Aranha: De Volta ao Lar” estreia dia 6 de julho nos cinemas de todo o Brasil.

Share on Google Plus

About Mariana Valverde

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário