Por Onde Anda - Michael Oliver

Michael Oliverius Ponce nasceu no dia 10 de outubro de 1981 na cidade de Los Angeles. Influenciado pela mãe, conseguiu seu primeiro papel no cinema aos 11 anos de idade.

No filme, que foi o primeiro e único sucesso de Michael, Ben Healy amaria ter um filho, mas sua esposa, não pode concebê-lo. Então vai até uma agência de e fala de seu dilema que o apresenta um atraente menino de sete anos, Junior (Michael Oliver). Na verdade não é uma criança modelo, pois é malévolo e incorrigível. Já adotado, Junior deixa um rastro de destruição por onde passa e mostra um método efetivo, mas pouco ético, de ganhar na Liga Infantil. A atuação de Oliver foi elogiada e o sucesso do filme rendeu uma seqüência.

Porém, depois do ruivinho encrenqueiro, nunca mais conseguiu outro papel de destaque.

E...POR ONDE ANDA?!

Vendo a carreira de seu filho decrescendo, sua mãe processou a Universal Pictures, alegando que o contrato era de baixo custo, e queria Us$500mil pela participação do garoto em ‘O Pestinha 2′. O Superior Tribunal alegou que a mãe do ator, não tinha base em sua acusação contra o estúdio. No final das contas a senhora teve que desembolsar a quantia de Us$250 mil para Universal, sendo que recebeu pelo contrato do filho apenas Us$85 mil.
Sua última atuação ocorreu em 1995, numa produção protagonizada por Martin Sheen.
Hoje, com 29 anos, a única noticia que se tem do ator é que ele trabalha como produtor de uma banda.
Share on Google Plus

About Leonardo Marques

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

5 comentários :

  1. TUDO ISSO PRA DIZER QUE NÃO SABEM DELE HOJE EM DIA !!! PARABÉNS!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal sabe desses atores que desaparecem vlw

    http://sexoeporno.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Absurdo a judiaria lucrou dezenas de milhoes nesse filme e o guri so ficou com dezenas de milhares ate um bbb ganha mais com atuacoes muito inferiores; esse guri marcou uma geracao

    ResponderExcluir