Retrospectiva 2009 - Mortes

Infelizmente a perda de pessoas queridas é um sentimento que temos que aprender a conviver ao longo da vida. Fora do cenário cinematográfico perdemos o ídolo pop Michael Jackson, a atriz Mara Manzan, o locutor Lombardi, a atriz Leila Lopez, o político Celso Pita.
Pensando nisso decidimos relembrar algumas das principais mortes no mundo da sétima arte neste ano.
Setembro foi o mês que o mundo recebeu a noticia já previamente avisada.
Patrick Swayze, aos 57 anos sendo 20 desses lutando contra um câncer de pâncreas não resistiu e acabou se entregando a doença. Seu corpo foi cremado e as cinzas jogadas no seu rancho Dias Alegres, local preferido do ator e onde passou seus últimos dias de vida.
Quem não conhece a famosa chamada: “Versão brasileira Herbert Richers”?!? O pai da dublagem no Brasil morreu aos 86 anos vitima de problemas renais. Richers leva consigo o legado de pioneiro da dublagem no pais.
Agora no fim do ano, enquanto muitos se preparavam para a ceia de natal, foi noticiado uma das mais inesperadas mortes do ano, Brittany Murphy. Aos 32 anos a atriz sofreu um ataque cardíaco fulminante, quando chegou ao hospital já estava sem vida. Alguns amigos acreditam que a jovem atriz foi vitima dos mesmos medicamentos que levou a morte o cantor Michael Jackson. Segundo a mãe, Brittany sofria de diabetes e estava se tratando de uma gripe.
Esse é o tipo de matéria que não sentimos nenhuma vontade de repetir na retrospectiva do próximo ano, mas sabemos que acontecera. Então, que sejam poucas em 2010.

Share on Google Plus

About Leonardo Marques

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

1 comentários :

  1. Patrick Swaze, na verdade, lutou 2 anos contra o concêr...
    E teve tbm a despedida de Farrah Faucet, que tbm fazia cinema, apesar de ser conhecida com uma das Panteras originais. Farrah faleceu tbm de cancêr, no mesmo dia de Michael Jackson.

    Um abraço... e que 2010 seja menos trágico!

    ResponderExcluir