Retrospectiva 2008 - Fevereiro

O Fim do Mistério

O resultado da autópsia do ator Heath Ledger foi divulgada. Ledger morreu no dia 22 janeiro e só teve a causa da morte descoberta no dia 6 de Fevereiro.

Os médicos que examinaram o ator chegaram à conclusão que ele morreu por overdose. Mas não de drogas, como se desconfiava, mas sim de medicamentos, todos prescritos pelo médico de Ledger.

Ellen Borakove, porta-voz do serviço de medicina forense da cidade de Nova York, informou: "Concluímos que a causa da morte foi acidental, resultante do abuso de medicamentos prescritos." Os exames concluíram que Ledger faleceu por "intoxicação aguda em função do efeito combinado de oxycodona, hidrocodona, diazepam, temazepam, alprazolam e doxylamina". A primeira leva de exames, realizada um dia após a morte do ator, teve resultados considerados inconclusivos.

O Fim da Greve

No dia 12 foi oficialmente encerrada a greve dos roteiristas. O retorno ao trabalho foi aprovado por 92,5% dos 3.775 associados do Sindicato dos Roteiristas da América que votaram.

O sindicato convocou os associados para votações em Los Angeles e Nova York, depois que dirigentes sindicais concordaram com as negociações propostas pelos estúdios.

A votação fez com que os 10.500 roteiristas retornassem ao trabalho no dia 13. "A greve acabou. Os roteiristas podem voltar a trabalhar", anunciou o presidente do Sindicato dos Roteiristas da América, Patric Verrone, em coletiva de imprensa.

A greve já durava 3 meses, rendeu bilhões de dólares em prejuízo para a indústria de entretenimento americana, sem contar o cancelamento da cerimônia de entrega do Globo de Ouro, em janeiro.

Elite em Berlim

Tropa de Elite, de José Padilha, surpreendeu e foi o grande vencedor da noite no 58º Festival de Berlim no dia 16.

José Padilha subiu ao palco do Berlinale Palast sob muitos aplausos acompanhado do produtor Marcos Prado. Ele começou agradecendo em português, mas logo passou o discurso pro inglês. Prado sublinhou o fato de que Tropa de Elite foi um grande sucesso no Brasil.

O mais curioso de tudo foi a dublagem recebida para que o filme pudesse ser entendido na Alemanha. O longa recebeu legendas em alemão e foi narrado em inglês, francês e espanhol por meio de fones de tradução simultânea. Tropa de Elite ganhou o título em inglês de The Elites Squad.

As gírias também tornaram-se no mínimo curiosas. O famoso "pede para sair"? Transformou-se em "ask to quit". "O senhor é um moleque" virou "you're punk". A gororoba servida no quartel da polícia virou "fresh jelly" e "o fogueteiro" do tráfico virou "the boywatcher". Não poderia faltar a frase "O senhor é um fanfarrão" que ganhou a tradução "You're buffoon".

Mas muita coisa ainda ficou de fora como o grito de guerra do Batalhão de Operações Especiais da Polícia do Rio, que era simplesmente ouvido, mas não houve como explicar para a platéia o que significava o tal grito toda vez que ele era repetido no filme.

Mais uma das lacunas da versão para o inglês: "pega o saco" ou "traz o saco para ele" (a "delicada" tática de persuasão usada pelo Bope no filme) virou "bring the plastic bag". Safado virou "asshole" e "quebra essa" virou "can you see my point".

A imprensa estrangeira, obviamente, não entendeu metade das tiradas hilárias do Capitão Nascimento, mas adorou a "cena da granada", um dos pontos altos do filme.

Morte no cinema

Dessa vez não foi um filme de terror não. Durante a exibição do filme de terror The Signal, do diretor David Bruckner, duas pessoas foram esfaqueadas dentro de uma sala de cinema na cidade de Fullerton, na Califórnia, na noite do dia 24.

Ele esfaqueou uma das vítimas no braço e a outra nos braços e no tórax. Apesar da gravidade dos ferimentos, ninguém correu risco de vida.

The Oscar goes to...

Na noite do dia 24 também aconteceu a entrega do Oscar na sua 80º edição.

E a estatueta foi para...

Melhor Filme: "Onde Os Fracos Não Têm Vez"
Melhor Diretor: Ethan Coen e Joel Coen ("Onde Os Fracos Não Têm Vez")
Melhor Ator: Daniel Day-Lewis ("Sangue Negro")
Melhor Roteiro Original: "Juno" (Diablo Cody)
Melhor Documentário: "Taxi to the Dark Side"
Melhor Documentário de Curta-Metragem: "Freeheld"
Melhor Trilha Original: "Desejo e Reparação" (Dario Marianelli)
Melhor Fotografia: "Sangue Negro" (Robert Elswit)
Melhor Filme Estrangeiro: "Os Falsários" - "Die Fälscher" (Áustria)
Melhor Montagem: "O Ultimato Bourne" (Christopher Rouse)
Melhor Atriz: Marion Cotillard ("Piaf - Um Hino ao Amor")
Melhor Mixagem de Som: "O Ultimato Bourne" (Scott Millan, David Parker e Kirk Francis)
Melhor Efeitos Sonoros: "O Ultimato Bourne" (Scott Millan & David Parker e Kirk Francis)
Melhor Roteiro Adaptado: "Onde Os Fracos Não Têm Vez" (Joel Coen e Ethan Coen)
Melhor Atriz Coadjuvante: Tilda Swinton ("Conduta de Risco")
Melhor Curta de Animação: "Peter & the Wolf"
Melhor Curta Documentário: "Le Mozart des Pickpockets"
Melhor Ator Coadjuvante: Javier Bardem ("Onde Os Fracos Não Têm Vez")
Melhor Direção de Arte: "Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet" (Dante Ferretti)
Melhores Efeitos Visuais: "A Bússola de Ouro" (Michael L. Fink, Susan MacLeod, Bill Westenhofer e Ben Morri)
Melhor Maquiagem: "Piaf - Um Hino ao Amor" (Didier Lavergne e Loulia Sheppard)
Melhor Animação: "Ratatouille"
Melhor Figurino: "Elizabeth: A Era de Ouro" (Alexandra Byrne)

Beijo Roubado

Imagine você vai a uma premiação, receber um prêmio por sua brilhante representação numa peça de teatro. Você é chamado ao palco, e...


É mais... Radcliffe bem que parece ter gostado.

Share on Google Plus

About Leonardo Marques

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário