Flash - ‘Jamais vou deixar de trabalhar no Brasil’, diz Rodrigo Santoro

“Nunca, nem pensar, jamais”: a resposta de Rodrigo Santoro é enfática quando perguntado sobre a possibilidade de deixar seu país de lado em função da carreira em Hollywood. “Jamais vou deixar de trabalhar no Brasil”, diz o ator carioca, que já acumula sucessos como a superprodução “300” e a série “Lost” em seu currículo.
Santoro está no Brasil para o lançamento de mais uma produção estrangeira, o longa-metragem “Cinturão vermelho”, dirigido por David Mamet, que estréia na próxima sexta-feira (20).
A paulista Alice Braga, que também está no elenco, juntou-se ao ator nesta segunda (16) para falar à imprensa sobre o filme. “Já era fã do Rodrigo [Santoro], agora sou mais ainda”, diz Alice, que dividiu o set com Rodrigo pela primeira vez.
“Filmar em Hollywood com uma brasileira dá uma espécie de conforto, é muito bom”, afirma Rodrigo, que no longa interpreta o irmão da personagem de Alice Braga. “Não dá para dizer se é melhor ou pior, mas posso dizer que trabalhar lá fora é muito diferente daqui; sinto muitas saudades da minha terra, do meu canto”, diz Santoro, que revela estar “com muita vontade” de voltar para a TV brasileira.
Um brasileiro em Hollywood

Para o ator, atuar em inglês ainda é “um grande desafio”. “Eu acho que sempre vai ser um obstáculo; já tem tempo que estou lá, mas ainda está longe de ser fácil”, afirma. Santoro conta que durante as filmagens de “300” se pegou, no meio de uma fala, pensando: “quem é essa pessoa que está falando?” “Às vezes fica estranho mesmo, nem eu me reconheço”, diz rindo.
O ator diz que fica emocionado quando percebe a torcida dos brasileiros em relação à sua carreira no exterior. “É uma coisa muito bonita, em todos os lugares que vou encontro muitos brasileiros e sempre recebo muito carinho”, conta. “Fico profundamente emocionado, adoro essa coisa patriota”, afirma o ator, que diz fazer questão de não ter um apartamento no exterior. “Minha casa é aqui, quero marcar isso mesmo.”
Apesar de gostar da torcida brasileira, Rodrigo Santoro diz que tenta esquecer isso no dia-a-dia. “Essa história de representar o país é bonita, mas também é muita responsabilidade. Trago meus pés para a terra, porque quando vou dormir sou só eu e meu travesseiro. Não posso achar que isso me faz melhor do que ninguém.”
Fonte: G1
Share on Google Plus

About Leonardo Marques

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário